sexta-feira, 23 de junho de 2017

Resenha #191 Três Coroas Negras

Título: Três Coroas Negras
Autor: Kendare Blake
Série: Três Coroas Negras
Ordem: 1
Editora: Globo Alt
Páginas: 304
Ano: 2017
Gênero: Fantasia
Classificação: 3 estrelas

Sinopse: Três herdeiras da coroa, cada uma com um poder mágico especial. Mirabella é uma elemental, capaz de produzir chamas e tempestades com um estalar de dedos. Katharine é uma envenenadora, com o poder de manipular os venenos mais mortais. E Arsinoe é uma naturalista, que tem a capacidade de fazer florescer a rosa mais vermelha e também controlar o mais feroz dos leões.
Mas para coroar-se rainha, não basta ter nascido na família real. Cada irmã deve lutar por esse posto, no que não é apenas um jogo de ganhar ou perder: é uma batalha de vida ou morte. Na noite em que completam dezesseis anos, a batalha começa.


Nesta história conhecemos Katherine, Arsinoe e Mirabella, três irmãs que nasceram para reinar, mas que só poderão fazer isso sozinhas. Elas devem disputar a coroa, literalmente, até a morte e, durante toda a sua existência, foram preparadas para serem mortais e não demonstrarem misericórdia.


Existem três grupos de pessoas neste livro: os envenenadores, que criaram Katherine, os naturalistas, que criaram Arsinoe e os elementais, que criaram Mirabella. A irmã elemental é a mais forte de todas, e parece ser a preferida da Ilha, mas as coisas não são tão simples assim.

É uma história cheia de magia com uma vibe que alterna entre Jogos Vorazes e A Seleção. Fãs de A Queda dos Reinos vão curtir esta história. E por isso eu indico.

Ok, esta resenha é mais uma confissão. Eu estava super empolgada com a sinopse, mas a história em si não cumpriu o prometido. E qual é o problema desses autores de fantasia de fazer um livro único? Sério, cansei de série já. Saudades daquele tempo em que um livro era mais que bom. Este, infelizmente, é um desses livros que não precisariam de uma continuação. Bastava a autora ter terminado a proposta ali mesmo, com um pouco mais de páginas.

Alguns detalhes desnecessários e sem cabimento me levaram a dar uma classificação baixa. Relacionamentos complicados, que não precisavam de tudo isso. Porém, o que eu gostei é que a escrita é fluída. Não é um ritmo lento, e você acaba o livro rapidinho. Vale a pena. Tem lá seus problemas, mas ainda assim indico e quero saber o que vem por aí na continuação após o final bombástico.